Vata afirma que polémico golo diante do Marselha foi marcado com o ombro


Hélder Lourenço

Vata Matanu Garcia ou simplesmente Vata, é um ex-futebolista angolano que se notabilizou   ao serviço de  Sport Lisboa e Benfica, nomeadamente na sequência da dramática meia final da Taça dos clubes campeões europeus disputada a 18 de Abril de 1990, frente ao Olympique de Marselha em que ao minuto 83 de jogo marcou um golo que levantou polémica e que decidiu o afastamento da equipa francesa e  consequente apuramento do Benfica a final disputada diante do  AC Milan.

Passados 30 anos  Vata volta afirmar  que não fez o golo com a mão. O ex-craque do Progresso do Samizanga e Benfica de Portugal garantiu numa entrevista ao blog Batunews que o golo foi feito com ombro.

"Eu não sei que verdade vocês querem ouvir, se não me aceitam, eu respeito, fiz aquilo que podia fazer naquela altura, dei alegria às pessoas, uma coisa é certa, vejo o vídeo do jogo  de vez enquanto e aquilo foi fantástico", confessou.

Vata garante que se apontasse o golo com a mão  diria a verdade."Não podia esconder se fosse com a mão. Eu diria na altura  e  ninguém ía me levar preso, cada um interpreta  aquilo que quiser, mas para mim, o que falo é o que sei". Desabafou.

De realçar  que Vata, teve uma passagem ao futebol nacional, concretamente no Progresso do Sambizanga, de 1980 a 1984. Em Portugal foi melhor marcador da Liga em 1988/89 com 16 golos. Refira-se que em toda sua carreira Vata fez 260 jogos e marcou 86 golos