Rei da Suazilândia desaparecido desde março


Algumas informações dizem que Mswati III está em estado grave devido ao coronavírus.

Muito se tem falado nos últimos tempos do estado de saúde do líder da Coreia do Norte Kim Jong un, que não é visto há várias semanas alegadamente devido a graves problemas de saúde. Este não é, contudo, o único  'desaparecimento' célebre. Desde meados de março que nada se sabe de Mswati III, rei da Suazilândia, país que mudou nome para Essuatíni.

Escreve o 'El Mundo' que os "poucos jornalistas independentes do país, acreditam que o monarca se encontra em estado grave, debatendo-se entre a vida e a morte num hospital devido ao coronavírus".

Muito se tem falado nos últimos tempos do estado de saúde do líder da Coreia do Norte Kim Jong un, que não é visto há várias semanas alegadamente devido a graves problemas de saúde. Este não é, contudo, o único  'desaparecimento' célebre. Desde meados de março que nada se sabe de Mswati III, rei da Suazilândia, país que mudou nome para Essuatíni.

Escreve o 'El Mundo' que os "poucos jornalistas independentes do país, acreditam que o monarca se encontra em estado grave, debatendo-se entre a vida e a morte num hospital devido ao coronavírus".

Essa informação foi desmentida a 13 de abril por Ambrose Dlamini, homem de máxima confiança do rei mas o que é certo é que Mswati III continua sem aparecer. Não apareceu em qualquer ato público nem dirigiu mensagens aos súbditos, o que torna esta história muito intrigrante.