Os 10 multimilionários mais jovens do mundo


Quem são os afortunados do mundo abaixo dos 30 anos, além de Kylie Jenner, que lançou uma marca de beleza que já rendeu milhões? Juntos, estes 10 jovens valem quase 16 mil milhões de dólares.

Entre os mais de dois mil multimilionários no mundo, apenas 10 são jovens abaixo dos 30 anos. Na verdade, atingir um estatuto destes é incomum em tão tenra idade. A revista Forbes americana identificou os casos de riqueza abundante num artigo recente, no qual explica que, juntas, as fortunas destas personalidades de várias áreas atingem 15,9 mil milhões de dólares.

Kylie Jenner, um dos membros da famosa família Kardashian, ergueu um império com a sua marca de maquilhagem, a Kylie Cosmetics, a qual criou em 2015, quando tinha apenas 15 anos. Hoje com 22 não só é a mais jovem bilionária do mundo como, com a venda de 51% da sua marca em novembro passado, lucrou 600 milhões de dólares.

Logo a seguir a Jenner estão, em segundo e terceiro lugar, as jovens norueguesas Alexandra e Katharina Andersen, de 23 anos e 25 anos, respetivamente, que herdaram uma fortuna considerável em 2016 quando o pai de ambas transferiu 42,2% da sua empresa para as jovens. Alexandra, na altura com 19 anos, tornou-se nesse ano a mais jovem bilionária do mundo. Ambas são hoje proprietárias de uma das mais importantes e lucrativas empresas de investimento na Noruega, a FERD. O património de cada uma é avaliado em cerca de 1,1 mil milhões de dólares.

Na quarta posição está outro jovem norueguês, Gustav Magnar Witzøe, de 27 anos, que tem um património avaliado em cerca 2,3 mil milhões de dólares, graças ao facto de ser dono de 49% da Salmar ASA, uma empresa familiar ligada à pesca de salmão que se mantém gerida pelo pai de Gustav.

O magnata alemão Hubert Burda deu a Elizabeth Furtwaenger e ao seu irmão mais velho Jacob uma participação de 37,4% na empresa de comunicação social alemã da família. Os títulos da Burda Media incluem as edições alemãs da Elle e Playboy. Furtwaenger e seu irmão Jacob fazem parte do conselho de administração, a atualmente a jovem possui cerca de 1,2 mil milhões de dólares. Isto com apenas 28 anos.

Outro caso de uma herança abastada é o dos irmãos Jonathan e Geoffrey Kwok. Quando o seu pai – o magnata Walter Kwok – faleceu, herdaram a sua participação na empresa Sun Hung Kai Properties, a maior imobiliária de Hong Kong, em 2018. Segundo apura a Forbes, as ações da SHKP de Hong Kong diminuíram quase 18% desde a proliferação da pandemia, no início do ano.

Em sétimo lugar desta lista surge o nome do irlandês John Collison, que juntamente com o seu irmão mais velho Patrick, fundou a Stripe, uma empresa ligada a softwares de pagamentos com sede em São Francisco, na Califórnia. Em setembro de 2019, esta empresa foi avaliada em 35 mil milhões de dólares.

Aos 29 anos, o caso de Evan Spiegel é bem conhecido, talvez por ser o fundador de uma das redes sociais (ou aplicações) mais populares entre os jovens: o Snapchat. Este jovem franco-americano criou esta ideia com Bobby Murphy e Reggie Brown enquanto estudantes da Universidade de Stanford. Tem um património avaliado em 1,9 mil milhões de dólares.

Pedro de Godoy Bueno, um jovem brasileiro de 29 anos, é novo nesta lista. Filho do magnata Edson de Godoy Bueno, eleito em tempos o multimilionário mais rico na área de cuidados de saúde no Brasil, é o CEO e maior acionista da empresa de serviços laboratoriais Diagnósticos da América SA, que viu as suas ações quase triplicarem ao longo do último ano. Dado ao que se passa no mundo, é fácil compreender como é que este jovem detém hoje 1,1 mil milhões de dólares.

Por fim, surge ainda o nome de Lisa Draexlmaier, de 29 anos. Juntamente com o pai, Fritz, são co-CEOs da Fritz Draexlmaier Holdings GmbH, a sociedade detentora do fabricante de peças de automóveis com o mesmo nome. Lisa, agora a única proprietária, junta-se pela primeira vez à lista dos multimilionários com um património pessoal de cerca de mil milhões de dólares.