N’Gunu Tiny busca parceiros árabes para financiar infra-estruturas em África


O Emerald Group cujo principal accionista é o advogado angolano de origem são-tomense N’Gunu Tiny, anunciou recentemente ter firmado no Dubai uma parceria com o Escritório Pessoal do Sheik Hamad Bin Khalifa Bin Mohamed Al Nahyan.

O objetivo da “joint venture” visa, estruturar, financiar, desenvolver, operar e gerenciar projectos que são a espinha dorsal do desenvolvimento económico e social na África Subsaariana, Médio Oriente e Norte de África.

Tais projectos variam da energia (petróleo e gás, mineração e energia) a infraestrutura (estradas, pontes e portos) e finanças (bancos, fintech e blockchain).

O know-how complementar do Departamento de Projetos HBK e do Emerald Group, juntamente com a rede estratégica dos parceiros (incluindo AIDA, Banko Financial Group e GoChain), permite à HBK Emerald Investments abordar projectos de larga escala e multifacetados com soluções exclusivas e sob medida e serve como um catalisador para o seu modelo de negócios.

A Emerald Investments tem como objetivo aprimorar continuamente a sua estratégia para permanecer inovadora e relevante, com o objetivo de criar valor para os seus acionistas e países nos quais tem o privilégio de operar. Está sediada no Dubai, Emirados Árabes Unidos.

O Sheikh Al Nahyan foi nomeado como o primeiro Presidente da Autoridade Árabe de Investimento e Desenvolvimento (AIDA) em 2017, para implementar a visão e a direção, bem como as atividades e objetivos do organismo de investimento. É considerado um líder empresarial experiente, com um histórico comprovado de sucesso nas últimas duas décadas, em várias regiões e incluindo a maioria dos segmentos de negócios.

Quem é N’Gunu Tiny

N’Gunu Olívio Noronha Tiny é um advogado influente em Luanda. Próximo da família de José Eduardo dos Santos, o advogado é licenciado em Direito pela Universidade Nova de Lisboa e afirma no seu curriculum oficial ser doutorando pela London School of Economics e visiting scholar da Harvard Law School, além de consultor do conhecido banco de investimento Goldman Sachs e de um dos principais fundos de investimento globais, o Carlyle Group.

Depois de ter formado uma sociedade investimento em Londres chamada Eaglestone, Tiny fundou em 2013, no Dubai, uma outra sociedade de investimento chamada Emerald. O core business do Grupo Emerald (que tem três subsidiárias) são as áreas dos recursos naturais, da finança e do lifestyle. Quer a Eaglestone, quer a Emerald focam-se em investimentos em África e só a Eaglestone afirma no seu site oficial que já geriu projetos com um “valor acumulado de 75 mil milhões de euros”.

Já exerceu o cargo de presidente do conselho de administração do Banco Postal, instituição financeira lançada em março de 2017 em Luanda sob o formato de uma espécie de parceria público-privada e com um investimento inicial de 182 milhões de dólares.

O banco que viu a sua licença revogada pelo BNA por insuficiência de capitais próprios, tinha como accionistas às empresas públicas Correios de Angola e Empresa Nacional de Seguros de Angola, enquanto que os privados chamam-se EGM Capital e C8 Capital.

Informações nunca desmentidas, e que que foram publicadas em agosto de 2017 pela revista Visão, referem que as duas sociedades são formalmente geridas por Noronha Tiny mas pertencerão aos filhos de José Eduardo dos Santos (Danilo dos Santos, Joseana dos Santos, todos do casamento de ‘Zédu’ com a ex-primeira-dama Ana Paula Lemos) e a Ides Jackson Kussumua (filho do então governador do Huambo, João Baptista Kussumua).