Governo da Namíbia vai manter aberta a fronteira com Angola


O Governo da Namíbia vai manter aberta a fronteira com Angola, apesar do caso de infecção de dois cidadãos estrangeiros testados positivos com o coronavírus (Covid 19) e postos em quarentena naquele país, anunciou ontem, em Luanda, o embaixador daquele país acreditado em Angola, Patrick Nandago.

Angola e a Namíbia partilham uma vasta fronteira, com populações que vivem nos dois lados e circulam diariamente. “O Coronavírus é agora uma questão de auto-disciplina. Se alguém sentir sintomas ou estiver afectado deve ter um comportamento responsável, ficando de quarentena”, disse o embaixador.
O diplomata, que falava à imprensa, garantiu que a TAAG está autorizada a fazer voos regulares àquele país, apesar da proibição de entrada imposta a outras companhias aéreas.


O embaixador Patrick Nandago disse que, por causa dos casos de infecção por coronavírus naquele país, as celebrações dos 30 anos de Independência (21 de Março de 1990) e a investidura do Presidente eleito Hage Geingob vão conhecer medidas restritivas. A cerimónia de posse do Presidente da República eleito deve acontecer à porta-fechada no dia 21 deste mês, em Windhoek, e sem convidados estrangeiros, se-gundo o diplomata. Patrick Nandago indicou que, desde ontem, as escolas estão encerradas por um pe-ríodo de 30 dias.

Os primeiros dois casos positivos de coronavírus foram anunciados, sábado, pelo Ministério da Saúde namibiano. A vítima é um casal es-panhol que chegou àquele país na última quarta-feira e testou positivo, tendo sido posto em quarentena.

JA