Forbes com nova estratégia


A marca Forbes para Portugal e Angola vai iniciar uma etapa assinalada por "uma nova dinâmica digital" com presença multiplataforma e pelo seu alargamento à produção de conteúdos para televisão, anunciou ontem a empresa de comunicação ZAP.

Os conteúdos serão exibidos no canal ZAP Viva, disponível em Portugal através da NOS e em Angola e Moçambique pela ZAP, sendo distribuídos posteriormente “em plataformas digitais e noutros formatos de televisão”, refere a empresa em comunicado.

A produção será assegurada a partir do centro de competências do grupo, com sede em Talatona, Luanda, realça a empresa, adiantando que a marca Forbes, publicada em Angola e Portugal pela ZAP, “vai ser reforçada nestes dois mercados com uma abordagem 360 graus”.

Para tal, a ZAP reforçou a equipa de produção de conteúdos económicos, com sede no edifício ZAP ESTÚDIOS, em Luanda, visando “produzir não só as edições da revista Forbes em papel para ambos os países”, mas também “produzir conteúdos pensados de raiz quer para TV, quer para o ambiente digital” associados à marca Forbes.

O diretor geral da ZAP, José Carlos Lourenço, explicou que “esta é uma evolução natural e que confirma a excelência do centro de competências do grupo na produção de conteúdos para diferentes plataformas, a partir de Luanda”.

“Combinar as plataformas papel, televisão e digital, a que se juntará uma nova dinâmica na área dos ‘live events’, proporcionará à Forbes uma relevância e visibilidade acrescidas, tanto em Angola como em Portugal”, salientou o gestor.

O arranque do novo modelo de produção de conteúdos terá início em maio deste ano, tendo a ZAP nomeado Helena Costa para liderar esta nova etapa da marca Forbes enquanto diretora editorial para ambos os mercados.

Reportando a Helena Costa, o grupo nomeou Nilza Rodrigues para diretora executiva da edição de Portugal e coordenadora das plataformas digitais de ambas as edições.

Helena Costa conta com 30 anos de carreira na área da comunicação e do jornalismo, sendo Mestre em Economia Internacional pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e doutorada em Gestão e Marketing Internacional pela Universidade de Sevilha.

Em Portugal, desempenhou funções de jornalista e editora em alguns órgãos de comunicação social, nomeadamente na SIC-Notícias, Rádio Paris-Lisbonne, Canal de Notícias de Lisboa e trabalhou no jornal O Independente, refere o comunicado.

Já em Angola, foi diretora das revistas Exame Angola, Economia & Mercado e Rotas & Sabores e até agora exercia funções de coordenadora geral de programas de atualidade do canal ZAP Viva, o qual lançou em 2019 os primeiros conteúdos televisivos de natureza económica.

Nilza Rodrigues, por sua vez, iniciou a carreira em Portugal, nomeadamente nos grupos Impala, Cofina e Sapo, nos quais exerceu cargos de liderança editorial e como Grande Repórter.

Entre 2009 e 2018, especializou-se na área dos conteúdos económicos tendo ocupado vários cargos de direção executiva em grupos de comunicação social em Angola, como a Score Media (Jornal Expansão, revistas Distribuição, Luxos e Estratégia) e Media Rumo (jornais Mercado e Vanguarda e revista Rumo), sendo licenciada em Comunicação Social pelo ISCSP/ Portugal.

Com mais de 2.500 metros quadrados o ZAP Estúdios é um centro de produção com 500 profissionais que nas áreas de atualidade e entretenimento produzem programas e conteúdos, destacando-se o canal ZAP VIVA, sendo que é nesta infraestrutura que será integrada a equipa Forbes e desenvolvida a nova estratégia.

Lusa