FMI empresta mais de 737 milhões de euros ao Gabão para combate ao coronavírus


O Fundo Monetário Internacional (FMI) emprestou ao Gabão 88 biliões de francos CFA (mais de 737,4 milhões de euros) para contribuir para o financiamento externo urgente e preservar o espaço orçamental necessário às despesas de saúde ligadas ao coronavírus (Covid-19), soube a PANA esta quinta-feira de fontes oficiais.

Este empréstimo, concedido a título do Instrumento de Financiamento Rápido (IFR), ajudará o Gabão a responder às necessidades urgentes de financiamento da sua balança de pagamentos, que resultam da pandemia da Covid-19 e dos choques nos termos de intercâmbio.

Segundo o FMI, a pandemia de Covid-19 e a diminuição simultânea dos preços do petróleo  terão causado grandes dificuldades para a economia nacional.

Por enquanto, paira uma grande incerteza sobre a amplitude e severidade dos choques com que o Gabão estará realmente confrontado.