COVID-19: Vacina americana testada em humanos mostra resposta imunitária promissora


A empresa de biotecnologia dos EUA Moderna anunciou esta segunda-feira que obteve resultados "positivos provisórios" na fase inicial dos ensaios clínicos da sua vacina contra o novo coronavírus em oito voluntários. Projeto será ampliado em larga escala em julho.

Segundo a AFP, o  composto produziu resposta imune em oito pacientes, semelhante à resposta imunitária dos doentes contaminados com o vírus, informou a empresa. "A fase provisória 1, embora em estágio inicial, demonstrou que a vacinação com o mRNA-1273 produz uma resposta imune da mesma magnitude que a provocada por uma infeção natural", afirmou Tal Zaks, diretor médico da Moderna, em comunicado.

A empresa afirmou que a vacina "tem potencial para prevenir a COVID-19". A primeira fase também procurou verificar se a vacina não é tóxica. A Moderna relatou apenas alguns efeitos secundários considerados menores, como vermelhidão no local da injeção.

A americana Moderna foi uma das primeiras empresas a fazer testes da vacinas em humanos a partir de 16 de março.